Buscar
  • Rede RM

Ferrugem e Angelo Mayerhofer marcam presença no Viva Personas


Os atores Angelo Mayerhofer e Ferrugem abraçaram a causa da Associação Viva e Deixe Viver (vivaedeixeviver.org.br), entidade que conta com 1,3 mil contadores de histórias voluntários. O projeto Viva Personas convida personalidades para ler uma história para crianças internadas ou em isolamento em casa, uma vez que o corpo de voluntariado está impedido desde março de entrar nos hospitais devido à pandemia. O autor Pedro Bandeira, um sucesso literário no Brasil, participou pela segunda vez do projeto, agora com um livro voltado aos adolescentes.

"A Festa das Roupas", do autor Wagner Dias, foi a história escolhida pelo ator Angelo Mayerhofer e que já pode ser conferida no portal Bisbilhoteca Viva (http://www.bisbilhotecaviva.org.br). Por meio de uma linguagem próxima daquela utilizada pelas crianças, a obra se propõe a ser um canal propulsor do desejo de ler. Com rimas, imagens, sons e fantasia, o livro promete um mergulho no imaginário infantil, mostrando às crianças que ler é divertido e que a leitura pode ser uma excelente companheira.

Já a partir de quarta-feira (21) será a vez de as crianças se surpreenderem com o vídeo do ator, comediante, músico e dublador Ferrugem. Com mais de 45 anos de carreira, Ferrugem marcou a geração dos anos 1970 e 1980. Atualmente, faz parte do elenco do filme "Uma Carta Para Ferdinand", em cartaz em várias plataformas digitais. Para o Viva Personas, Ferrugem narrou a história "O Sonho de Faisquinha", de Renata Dias Castilho. Ele escolheu essa história por causa do personagem Faisquinha, um garotinho aventureiro e com o cabelo vermelho como o dele. A obra ensina de forma divertida a importância da higiene pessoal. A história faz parte do acervo de livros disponíveis no site BisbilhotecaViva.

E na sexta-feira (28), quem colabora mais uma vez com o projeto é o autor Pedro Bandeira. Desta vez, ela escolheu a história "Malasaventuras", mais um livro de sucesso de sua autoria. Na obra, Pedro Bandeira narra seis aventuras de Pedro Malasartes, nas quais o personagem se encarrega de vingar, com astúcia e esperteza, os pobres e humilhados pela arrogância dos poderosos. São aventuras hilariantes bem ao gosto popular, em que as "vítimas" de Malasartes caem em armadilhas engraçadíssimas. O livro é indicado para adolescentes.

Também está disponível no Bisbilhoteca Viva o vídeo anterior gravado por Pedro Bandeira, com a história "Pequeno Pode Tudo". Fora isso, ainda é possível conferir cerca de 50 histórias gravadas por personalidades como Emicida, Zeca Baleiro, Giovanna Antonelli, Antonio Fagundes, Cláudia Raia, Jarbas Homem de Mello, Sophia Abrahão, entre muitos outros.

Sobre o projeto - A idealização do Viva Personas começou quando o grupo de 1,3 mil voluntários da entidade se viu impedido de entrar em 86 hospitais espalhados pelo país para contar histórias às crianças e jovens internados. Essa atividade, que em agosto completa 23 anos, foi interrompida pela pandemia e as crianças, agora também isoladas em casa, ficaram ainda mais sozinhas. Para multiplicar o alcance da ação e transmitir carinho, afeto e esperança a todas as crianças e famílias brasileiras, os vídeos ficarão disponíveis por tempo indeterminado no site Bisbilhoteca Viva (www.bisbilhotecaviva.org.br).

Novidades toda semana - A lista de novas adesões ao Viva Personas não para de crescer e toda semana três novos vídeos são compartilhados no site Bisbilhoteca Viva. Além do site, uma boa maneira de acompanhar essa movimentação é pelo Instagram da Associação (@vivavdv). Para manter o vínculo com as crianças hospitalizadas, e que já estavam acostumadas com a presença dos contadores de histórias da Viva e Deixe Viver, a entidade utiliza o impulsionamento no Facebook e Instagram com uso do direcionamento das postagens por localização do endereço de todos os hospitais em que atua. E, para ser ainda mais inclusivo, os vídeos também contemplam linguagem em Libras.

Sobre a Associação Viva e Deixe Viver -Fundada em 1997, pelo paulistano Valdir Cimino, a Associação Viva e Deixe Viver (http://www.vivaedeixeviver.org.br) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que conta com o apoio de voluntários que se dedicam a contar histórias para crianças e adolescentes hospitalizados, visando transformar a internação hospitalar num momento mais alegre, agradável e terapêutico, além de contribuir para a humanização da saúde, causa da entidade. Hoje, além dos 1.357 fazedores e contadores de histórias voluntários, que visitam regularmente 86 hospitais em todo o Brasil, a Associação conta com o apoio das empresas UOL, Volvo, Pfizer, Nadir Figueiredo, Safran, Mahle Metal Leve, Instituto Pensi e Instituto Helena Florisbal.






(materia enviada)


6 visualizações

©2020 por Rede RM. Orgulhosamente criado com Wix.com