Buscar
  • Rede RM

Festival que por 3 anos consecutivos agita o verão na montanha, terá sua 4ª edição

nos dias 5, 6 e 7 de março, em formato online. Ira! em versão Folk, Roberta Campos, Banda Ultra Soul, Thulla Melo, Big Time Orchestra e Folk It All

A proposta visa projetar o município, nacional e internacionalmente, através de um festival de música, com shows de nomes poderosos e renomados, inseridos numa das mais belas paisagens do Brasil e tem como objetivo movimentar a cidade com muita música de qualidade fora da temporada de inverno, misturando vários ritmos desde o soul até o rock, do pop a música brasileira, acrescentando o tempero do jazz e do blues. O Verão na Montanha Cunha Fest tem como conceito apresentar ao público a riqueza de bandas nacionais e encontros inusitados, proporcionando diferentes experiências dentro e fora do palco, reunindo público e artistas de diversos estilos e regiões do Brasil. Pela primeira vez, em 2021, o festival acontecerá no formato ONLINE, através do canal do YouTube do festival: https://www.youtube.com/channel/UC2LfhoLGqpxymBO7cJE3Cyg. A escolha das atrações musicais não é aleatória, resulta de pesquisa, experiência e afinidades artísticas, sempre pensando na qualidade musical. O line-up foi cuidadosamente pensado e produzido pela Lucas Shows, com direção de Herbert Lucas, e as atrações escolhidas apresentam shows criativos e exclusivos, diferentes das apresentações habituais dos artistas convidados. Será um final de semana muito especial, com shows de qualidade de diversos gêneros como soul, funk, R&B, MPB, folk e pitadas de jazz, blues & fusion. Na sexta-feira, dia 05/03, haverá a apresentação do festival com Herbert Lucas falando sobre o festival e enaltecendo a Estância Turística de Cunha que sempre recebeu e promoveu o Verão na Montanha com muito respeito a toda cadeia cultural, aos munícipes e aos turistas. E também irão acontecer dois belíssimos shows, com muita energia, trazendo o folk e o blues com a banda Folk It All, que tem uma sonoridade única aliada a arranjos vocais bem trabalhados que apresentam e misturam de forma energética grandes clássicos da música internacional com rock’n roll e pitadas de blues e folk. A banda Ira! fará uma versão “Folk”, trazendo um show intimista de Egard Scandurra e Nasi, com clássicos da banda ao longo de seus 38 anos de estrada, tais como, O Girassol, Tarde Vazia, Boneca de Cera, entre outras. No sábado, dia 06/03, acontecerão também dois shows, sendo o primeiro com Roberta Campos que conquistou o mercado e principalmente rádios com suas composições como Minha Felicidade que foi tema da abertura da novela global Sol Nascente e fechando o segundo dia do festival, a banda Ultra Soul que fará uma homenagem ao grande rei do soul no Brasil, Tim Maia, juntamente com outros grandes clássicos de Earth, Wind & Fire, Chaka Khan, entre outros. E no domingo, dia 06/03, último dia do festival, teremos o show com Thulla Mello, dona de uma voz ímpar, particular e encantadora. Thulla tem o estilo musical da Black Music, R&B contemporânea e Soul Music, sempre hipnotizando seu público com um grande toque de sensibilidade e carisma. E, para encerrar o terceiro dia, show com a contagiante Big Time Orchestra, que depois de alcançar fama nacional com a participação no Programa SuperStar®️ da Rede Globo, a Big Time Orchestra, a “Big Band mais amada do Brasil”, chega renovada ao seu décimo quinto ano de vida, reformulada e pronta para escrever os próximos capítulos de sua história marcada por conquistas e grandes canções. Cunha Montanhas, vales, paisagem exuberante, cachoeiras, sossego, gastronomia, artesanato. Isso e muito mais é o que o turista encontra na Estância Climática de Cunha, que fica no Alto Vale do Paraíba, no interior de São Paulo. A cidade é um ótimo destino para passeios, além das belezas naturais da Serra do Mar. O município tem fácil acesso para as praias, devido à sua proximidade com Paraty (RJ), Ubatuba e Caraguatatuba (SP), fica no eixo Rio-São Paulo e seu principal acesso é pela Via Dutra. O centro urbano de Cunha traz em suas ruas as marcas da história do Brasil, com construções muito antigas (algumas tombadas pelo Patrimônio Histórico), incluindo a Igreja da Matriz, que foi construída em 1731 e está passando por restauração. Essas evidências históricas remetem à época em que Cunha era rota dos tropeiros que percorriam a Estrada Real, levando o ouro de Minas Gerais até o porto de Paraty e de lá para o Rio de Janeiro e Portugal. Suas principais e mais antigas igrejas são a de São José da Boa Vista (de 1724), a da Matriz (Nossa Senhora da Conceição - padroeira), que é de 1731; e a do Rosário (de 1793). Outra herança tornou a cidade o maior polo de cerâmica de alta temperatura da América Latina. Na década de 1970, ceramistas de diversas nacionalidades escolheram a cidade para desenvolver seus trabalhos com o emprego de fornos que utilizam a tradicional e milenar tecnologia chinesa/japonesa chamada noborigama. Com o crescimento desse polo foram formadas novas gerações de ceramistas e atraíram-se outros artistas que trouxeram diferentes técnicas cerâmicas. Quem visitar a cidade pode apreciar esta arte milenar, presenciar as aberturas de fornadas (que acontecem três ou quatro vezes por ano) e apreciar/comprar variadas peças dos diversos ceramistas da cidade. Nos últimos anos, desenvolveu-se expressivamente no município o cultivo de lavandas, uma atividade que tem atraído a visitação de muitos turistas. Nesses plantios, além da plantação propriamente dita é extraído o óleo da lavanda, com o qual se produz sabonetes, aromatizantes e outros itens. No passeio pela cidade, não se pode deixar de conhecer a sua gastronomia, que inclui pratos típicos da região e muitos outros elaborados pelos renomados chefs de cozinha de Cunha, que incluem receitas com truta, pinhão, queijos, mel, cordeiro, cogumelo shitake e muito mais. A estância oferece ainda diversas opções de turismo rural, que inclui conhecer fazendas de cultivo de cogumelo shitake, de truta e de cordeiro, apiários, queijarias, pesqueiros e alambiques. A cerveja artesanal também está ganhando espaço na cidade e é possível visitar as cervejarias e degustar a bebida. Depois disso, é preciso conhecer as belezas naturais que o lugar oferece, como as cachoeiras do Pimenta, do Desterro (na Estrada do Monjolo) e do Barracão (no Parque Estadual), entre tantas outras. Tem também a Pedra da Macela, que em seu pico, a 1.840 m de altitude, é possível apreciar a paisagem deslumbrante que inclui Paraty, a baía da Ilha Grande e parte de Angra dos Reis e todas as montanhas e serras que ficam no entorno de Cunha, o Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Cunha, onde o visitante também pode se banhar em suas cachoeiras e percorrer suas trilhas guiadas por monitores. Para mais informações sobre a cidade, acesse: www.cunha.sp.gov.br Para mais informações sobre o Festival, acesse: www.facebook.com/veraonamontanhacunhafest www.instagram.com.br/veraonamontanha Realização:⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Esse projeto é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Governo Federal, através da Lei Aldir Blanc pelo edital ProAC Expresso Lab. Produção: Lucas Shows - www.lucasshows.com.br Link para baixar fotos e releases: https://drive.google.com/drive/folders/1UNdU-RXxMdKlUEX18cGV1RBdxqqThW8k?usp=sharing PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL 05/3 SEX- a partir das 20h30

  • Folk it All

  • Ira! Folk

06/3 SÁB - a partir das 20h30

  • Roberta Campos

  • Banda Ultra Soul canta Tim Maia

07/3 DOM - a partir das 19h30

  • Thulla Melo

Big Time Orchestra


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por Rede RM. Orgulhosamente criado com Wix.com