Buscar
  • Rede RM

Leandro Hassum posta vídeo homenageando o médico que fez sua cirurgia bariátrica

Cid Pitombo é o cirurgião responsável pelo tratamento do humorista e também de André Marques. O médico está completando 10 anos de atendimento no SUS. Mais de 3500 pessoas de baixa renda passaram pelo mesmo tipo de cirurgia realizada nos dois atores

O ator Leandro Hassum publicou hoje em seu story, no Instagram, uma mensagem cheia de carinho homenageando o médico Cid Pitombo, que está completando dez anos à frente do Programa de Cirurgia Bariátrica, do Hospital Estadual Carlos Chagas, no Rio de Janeiro. Esse é o único serviço público do país que realiza 100% dos procedimentos por videolaparoscopia, e já viabilizou a cirurgia gratuita para 3.500 pessoas do estado do Rio. Hassum também foi paciente do médico, em sua clínica particular na Barra, e o conheceu por meio do ator André Marques. Os dois se tornaram ícones na TV brasileira em prol dos benefícios da transformação proporcionada pelas bariátricas.

"Todo mundo sabe que há quase 7 anos fiz uma transformação na minha vida. Fiz minha cirurgia e estou com mais saúde, estou melhor. Devo muito disso ao médico Cid Pitombo e ao André Marques. E esse post aqui é para dar parabéns ao dr. Cid Pitombo pelo trabalho que ele vem realizando há 10 anos, que está sendo completado agora dia 1o. de setembro, no Hospital Estadual Carlos Chagas. Onde ele já realizou cirurgias no combate a essa doença, que é a obesidade. Dr Cid, aqui fica meu apoio. Parabéns ao Hospital Carlos Chagas e a você por fazer um trabalho tão bonito e ajudar tanta gente a se tratar dessa doença", disse Leandro Hassum

O humorista tem razão ao tocar nesse assunto tão sério. Diversos estudos demonstram que, em alguns anos, nenhum sistema de saúde terá capacidade financeira de arcar com os custos de pacientes infartados, hipertensos, diabéticos e com outras tantas doenças causada pela obesidade.

"Há quase 25 anos me dedico a cuidar e entender o que acontece aos pacientes com obesidade. Operei no mundo todo, escrevi livro e artigos, fiz mestrado e doutorado e, principalmente, vivenciei e vivencio a vida deles. Aprendi muito. Estamos lidando com uma epidemia de ramificações descontroladas, potencializada por uma população mal informada. É dever de todos nós demonstrar a trágica história de saúde que acompanha a obesidade, não de criar ainda mais estigmas para quem sofre, e muito, por causa dela", alerta o médico Cid Pitombo.

O médico é defensor, inclusive, de que a doença nunca seja motivo de piada. "Estamos falando de uma doença, e não de preguiça ou gula. Pessoas que sofrem pelos efeitos da doença e são alijadas da sociedade porque não conseguem emprego, nem se locomover em transporte público, nem vestir uma roupa que gostariam, muito menos namorar. O Sistema Único de Saúde incorporou às suas diretrizes medidas como a disponibilização da cirurgia bariátrica por acesso videolaparoscópico, sabidamente muito mais seguro e menos invasivo. E o Rio de Janeiro realiza há quase 10 anos as cirurgias por esse método no nosso programa", chama atenção o dr. Cid Pitombo.



(matéria enviada)


4 visualizações0 comentário

©2020 por Rede RM. Orgulhosamente criado com Wix.com