Buscar
  • Rede RM

Mel Lisboa e Ivan Parente são os artistas desta semana do projeto Viva Personas


A atriz Mel Lisboa e o ator e cantor Ivan Parente são os destaques desta semana do projeto Viva Personas, em que personalidades de várias áreas gravam vídeos contando uma história infantil para crianças e adolescentes internados em hospitais ou isolados em casa. Eles aceitaram o convite da Associação Viva e Deixe Viver (vivaedeixeviver.org.br ) para participar da ação uma vez que, com a pandemia, foi preciso interromper a presença física de seus 1,3 mil voluntários da entidade em 86 hospitais do País.

"Marcelo, Marmelo, Martelo", de autoria da escritora Ruth Rocha, foi a história escolhida por Mel Lisboa. A obra narra situações do cotidiano de crianças que vivem no espaço urbano e resolvem seus impasses com muita esperteza e vivacidade. O vídeo, disponível a partir desta quarta-feira (23), também poderá ser visto por crianças isoladas em casa no site Bisbilhoteca Viva (www.bisbilhotecaviva.org.br).

Desde que a pandemia do novo coronavírus congelou o mercado cultural fechando teatros e espaços culturais ao redor do mundo, Mel Lisboa tem se dedicado a explorar seu ofício por meio de uma série de lives nas quais recitou poemas de nomes como Fernando Pessoa e Hilda Hilst. Na última segunda-feira (21), a atriz estreou sua primeira experiência cênica online na série Teatro #EmCasaComSesc. Ela interpretou Madame Blavatsky, escrita por Cláudia Barral e dirigida por Márcio Macena, contando a história de Helena Petrovna Blavatsky (1831-91), escritora e médium russa do século 19, fundadora da Sociedade Teosófica, que pretendia difundir uma filosofia ligada à comprovação científica do misticismo.


E na sexta-feira (25), quem colabora com o projeto é o ator e cantor Ivan Parente, que encantará as crianças com o livro "O Guarda em Apuros", de autoria de Carla França Ferreira Rosa, Lumalva de Oliveira Mendes Silva, Iraci G. Ciritelle, Arnaldo José Pires Barbosa e Marina Fujiko Yano. A obra faz parte do acervo de livros disponíveis no site Bisbilhoteca Viva.

Ivan Parente fez parte do elenco de grandes espetáculos que são os clássicos da Broadway, como "A Ópera do Malandro", "Les Misérables", "Godspell", "Alô Dolly!" e "O Homem de La Mancha". Nesses últimos tempos, participou de diferentes projetos. Tanto como dublador em "A Bela e a Fera" e "O Rei Leão", como diretor do musical infantil "O Mágico di Ó", escrito pelo dramaturgo Vitor Rocha.

Antes da pandemia, Ivan Parente estava em cartaz no teatro com o musical "Silvio Santos Vem Aí", que estreou no dia 13 de março, mas está com a temporada pausada devido ao coronavírus. Seu último trabalho na TV foi como o personagem Lindomar na novela "As Aventuras de Poliana", do SBT. Recentemente também participou da série Home Office, com texto de Emilio Boechat e Marilia Toledo.

Sobre o projeto - A idealização do Viva Personas começou quando o grupo de 1,3 mil voluntários da entidade se viu impedido de entrar em 86 hospitais espalhados pelo país para contar histórias às crianças e jovens internados. Essa atividade, que em agosto completa 23 anos, foi interrompida pela pandemia e as crianças, agora também isoladas em casa, ficaram ainda mais sozinhas. Para multiplicar o alcance da ação e transmitir carinho, afeto e esperança a todas as crianças e famílias brasileiras, os vídeos ficarão disponíveis por tempo indeterminado no site Bisbilhoteca Viva (http://www.bisbilhotecaviva.org.br).

Novidades toda semana - A lista de novas adesões ao Viva Personas não para de crescer e toda semana três novos vídeos são compartilhados no site Bisbilhoteca Viva. Além do site, uma boa maneira de acompanhar essa movimentação é pelo Instagram da Associação (@vivavdv). Para manter o vínculo com as crianças hospitalizadas, e que já estavam acostumadas com a presença dos contadores de histórias da Viva e Deixe Viver, a entidade utiliza o impulsionamento no Facebook e Instagram com uso do direcionamento das postagens por localização do endereço de todos os hospitais em que atua. E, para ser ainda mais inclusivo, os vídeos também contemplam linguagem em Libras.

Sobre a Associação Viva e Deixe Viver -Fundada em 1997, pelo paulistano Valdir Cimino, a Associação Viva e Deixe Viver (http://www.vivaedeixeviver.org.br) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que conta com o apoio de voluntários que se dedicam a contar histórias para crianças e adolescentes hospitalizados, visando transformar a internação hospitalar num momento mais alegre, agradável e terapêutico, além de contribuir para a humanização da saúde, causa da entidade. Hoje, além dos 1.357 fazedores e contadores de histórias voluntários, que visitam regularmente 86 hospitais em todo o Brasil, a Associação conta com o apoio das empresas UOL, Volvo, Pfizer, Nadir Figueiredo, Safran, Mahle Metal Leve, Instituto Pensi e Instituto Helena Florisbal.



(materia enviada)


1 visualização0 comentário

©2020 por Rede RM. Orgulhosamente criado com Wix.com